Seja bem-vindo !!!

Seja bem-vindo !!!

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Sacerdotisas (O poder da energia feminina )



                                O poder da Energia Feminina!

Se formos buscar o significado da palavra “Sacerdotisa” entre os livros; encontramos definições meramente simplistas, machistas e repletas de misticismo, vejamos algumas delas:

“As sacerdotisas eram belas mulheres e bastantes poderosas, cada uma representando um elemento diferente. O cargo era passado de mulher em mulher ao longo dos anos”.

“Entre os antigos, era aquela que tratava de assuntos religiosos e tinha o poder de oferecer vítimas à divindade”.

“É a pessoa dedicada e consagrada a fazer, celebrar e oferecer sacrifícios a suas divindades, por sua vez se chama sumo sacerdote a máxima autoridade em uma religião”.

Porém, a frase que mais chegou perto do seu verdadeiro significado foi: “Era aquela que distribuía os dons sagrados ou divinos, que cumpre uma missão elevada”.

Em uma lápide, repleta de hieróglifos e símbolos sob a qual jazia intacto o corpo de Hermes Trismegisto dizia: 


“O que está embaixo é como o que está em cima, e o que está em cima é como o que está em baixo, a fim de que as maravilhas do Uno se realizem.

 E assim todas as coisas se fizeram do Uno, através de um mediador (a), assim todas elas nasceram desse único casamento”.

Uma Sacerdotisa é uma mulher que dentro de um programa de treinamento especial, aprende a ter a ciência de uma Deusa que existe no seu interior.

As Sacerdotisas é que faziam os homens Super Deuses, pois têm muito mais poder, equilíbrio e controle do que os homens.

As sacerdotisas ou as “Mulheres Deusas” vieram de mundos distantes. Desde a época da povoação da Terra, a energia criadora, a energia feminina já tinha uma incidência muito forte, e agora na Era de Aquário – da energia feminina – é o momento das mulheres potencializarem em 150 vezes mais o seu campo mental. 

As mulheres têm 37 canais mentais ativos enquanto os homens têm apenas 18.

Infelizmente este conhecimento se perdeu no tempo. As técnicas das sacerdotisas que utilizavam para fazer com que os homens fossem Deuses ou Semi-Deuses, Super-homens em nível de energia, principalmente quando foi queimada a biblioteca de Alexandria.

As lideranças religiosas e outras eliminaram todos os livros e pergaminhos que continham as “receitas milagrosas”, todas as técnicas poderosas que pudessem tornar o homem um Ser mais superior a tudo e sem guerras e competição que existe hoje por poder e riqueza.

Na história do Egito, quem treinava os sacerdotes, os homens que faziam a iniciação; eram as Sacerdotisas, pois são as mulheres é que dão a vida, é que geram esse campo de energia e preparavam os sacerdotes para manipularem suas energias por isso foram descriminadas.

Essa iniciação das “Mulheres Deusas”, das Amazonas, das sacerdotisas, era justamente para preparar a vinda de Cristo, e promover uma mudança geral em nível de freqüência de vibração. 

Vieram para dar equilíbrio, mas a bíblia retirou muitas coisas conforme o seu interesse justamente para dar uma interpretação duvidosa e não deixar que a população tivesse uma consciência mais ampla.

As Amazonas não matavam nem escravizavam os homens, isto é lenda. Elas ficavam apenas com um único homem, não traíam, e muito menos o homem em relação a elas. Estes homens eram chamados de Sacerdotes por possuírem habilidades extra-sensoriais ativas.

Os Sacerdotes vieram de Plêiades, pois eram os homens que tinham a freqüência mais próxima a elas.

Os sacerdotes tinham mais informações verificadas através das linhas reencarnatórias, por isso treinavam seus discípulos para que a partir dos 21 anos pudessem acelerar sua evolução com informações, treinamento e despertando a sensibilidade para perceberem as altas freqüências vibratórias convertendo-as em energia taquiônica para vibrarem em elevada freqüência (a melhor fase para se desenvolver é dos 12 aos 21 anos, tanto para os homens quanto para as mulheres).

Os Sacerdotes, os Profetas e os Avatares eram pessoas que tinham uma vibração muito próxima a delas e também se destacaram.

Nós estamos na Era de Aquário, da energia feminina, da mudança, é o último estágio dessa geração (nossa). Cada geração tem um período de 5.125 anos para se desenvolver, se não consegue é eliminada através de dilúvio, de catástrofes e cataclismos, da própria irradiação cósmica, de doenças, epidemias.

 É uma seleção natural, segunda e evolução de cada um.

As Sacerdotisas-Amazonas pertencem a uma raça de um mundo distante. Sua galáxia é em forma espiral tendo um núcleo oval, como o formato de uma serpente com sua cauda enrolada (uma forma circular e espiralada) – A constelação de Ophiúchus. A Kundalini é representada por uma serpente por isso. É uma galáxia que num ciclo de 144 mil anos está esticada e depois mais 144 mil anos ela está em forma espiral.

No zodíaco temos 12 signos (Áries, touro, gêmeos, câncer, virgem, leão, libra, escorpião, sagitário, capricórnio, aquário, peixes), cada um representado por uma constelação, mas existe o 13o que está relacionado as sacerdotisas, as Amazonas que vieram depois; depois escorpião seria a serpente (de 30 de novembro à 17 de dezembro), é a 13ª tribo das Deusas e Semi-Deusas. Foi a que mais se destacou em sua época, superou todas as outras.

A História e as lendas distorcem muito do que fizeram realmente. Elas tiveram como missão trazer a paz no planeta.

Como conseqüência do ocorrido em Sodoma e Gomorra; fez com que aumentasse a “densidade” de algumas partes do mundo, devido a má utilização da energia sexual pelos próprios “mensageiros” que vinham a Terra para dificultar, fazendo com que as pessoas não desenvolvessem suas habilidades. 


As amazonas tiveram então a incumbência de reciclar essa energia (neutralizar) e produzir para o mundo uma vibração mais pura estabilizando a Freqüência de Ressonância Schumann no planeta através de suas vibrações sonoras derivadas de suas cordas vocais, com canções e mantras ultrassônicos. 

A entonação de suas vozes, nas canções; faziam vibrar na freqüência da harpa essa sincronicidade.

 As matriciais manipulavam essa energia com a maior facilidade e para que a mudança acontecesse, era preciso que o Ser humano acompanhasse essa vibração, que era feita através da junção da voz e da melodia ressonando a sincronização das moléculas de água, e tudo que possuía água, como os humanos, as plantas, os animais eram influenciados por esta vibração, equilibrando suas partículas. 

As moléculas de água possuem o formato tetraédrico; esse formato; gera energia eletrostática, que é a energia da vida. Vieram para dar um equilíbrio, tanto que conseguiram modificar a vibração não só da água da terra, mas de toda a água do universo.

Alguns estudos indicam que a freqüência de vibração universal para todas as moléculas em sincronia com o cosmo é o formato tetraédrico, tanto que os cristais que revestem interna e externamente as pirâmides do Egito; tem este formato.

Havia também uma missão especial, preparar a vinda de Cristo (mudando a vibração das pessoas), principalmente à linhagem de Maria, Maria Madalena, Sara, Esther, Ruth e outras mais.

Encontramos indícios dessas sacerdotisas em várias civilizações antigas, porém provas mais autênticas de sua existência, foram excluídas porque as lideranças da época queriam eliminar da face da terra o poder mágico que as mulheres possuem, e de tudo que foi ensinado. 

O calendário atual (gregoriano) está totalmente errado, tiraram uma lua, passando o calendário para 12 estações lunares, justamente para desconectar a população da sincronicidade cósmica (das 13 luas).

 O calendário Maia utiliza o ciclo de 144 mil anos; ciclos de 13 meses lunares com 28 dias cada mês, ou seja, consideram a 13a tribo.

As modificações do nosso calendário foram feitas a partir de 717 a.C. por Numa Pompilo; que retirou 1 mês, e teve sua consolidação pelo Padre Gregório XIII, com isto o calendário atual não tem mais a sincronicidade do 13 e sim do 12, isso fez com que a freqüência tetraédrica das células de todos os seres vivos, não correspondessem mais em relação aos raios sincronizadores, tirando a humanidade da freqüência do cosmos, confundindo a consciência e razão, em virtude da queda do campo eletromagnético da Terra. 

Pesquisas científicas indicam que a 30 anos o campo eletromagnético do planeta era de 11 gaus; passou para 4 gaus; e hoje está em 1,3 gaus; quanto mais baixo o campo eletromagnético, mais confusas, loucas e conflituosas ficam as pessoas; se não acompanharmos a sincronicidade dos raios cósmicos, a tendência é cada vez mais piorar a consciência, razão, e o grau de espiritualidade.

 Essa foi a intenção de terem retirado o 13o signo, pois a energia feminina superaria vários fatos, várias dificuldades aqui da terra. 

Com o bloqueio da energia feminina, não há uma produção correta das substâncias químicas produzidas pela pineal e pituitária (como conseqüência a depressão é o 1o sintoma, em seguida vem o medo, pavor, pânico, pesadelo, fobias, inseguranças, incertezas, conflitos e finalmente somatizam para o físico em doenças).

As Sacerdotisas Amazonas tinham uma energia especial, uma energia vibracional muito acima dos homens, mas como as lideranças da época não queriam colocar as mulheres como algo que complementasse, ajudasse na evolução humana, as informações sobre elas foram distorcidas. 

Foram difamadas quando se destacavam como prostitutas; como alguém totalmente oposta ao que eram; ou como se fossem ninguém para neutralizar a energia feminina. 

A verdade sobre elas sempre ficou oculta.

Na bíblia se fala das 12 tribos (de 144 mil pessoas); a 13a tribo está oculta em vários trechos como as mulheres guerreiras, as mulheres habilidosas ou as Deusas e Semi-deusas, porém não são citadas como uma raça, como uma civilização ou tribo.

Possuíam dons extra-sensoriais diversos, manipulando com facilidade as leis universais que vibram na 3a dimensão.

Tinham um poder extraordinário de alquimia, de transmutação, magia e magnetismo pessoal de mexer, de vibrar, de tudo!

 A magia propagava uma energia de afinidade, de carinho em todas as pessoas, e o magnetismo atraia, sintonizava. 

Tinham a magia do sorriso, do olhar, da voz e do beijo.

Em seus olhos traziam magia, uma força extraordinária, conseguiam “falar” milhões de palavras só com o olhar, se faziam entendidas, como um tipo de carisma, que conseguia atrair a atenção das pessoas, de multidões encantando-as.

 Conseguiam fixar (através de uma técnica específica), direcionar, conquistar ou mudar um pensamento para positivo das pessoas através da magia do olhar. 


Tinham o dom da visão, o dom de induzir as pessoas, influenciar para aquilo que deveria ser, de uma maneira sempre positiva. Através do olhar induziam, mexiam, comoviam.

Em sua boca resplandecia um magnetismo pessoal de tamanha natureza que através do seu sorriso encantavam as massas, era justamente quando queriam pacificar, amenizar as guerras, e promover união.

 Liberavam um magnetismo pessoal gigantesco para a humanidade, através da conversação, quando utilizavam a magia dos olhos e do sorriso, não havia ninguém no mundo que diria não à elas, não existia nada que pudesse impedir, mesmo que fosse uma decisão complicada, elas conseguiam encantar, atrair, mexer no campo eletromagnético da pessoa que elas estava fazendo o pedido e conseguiam conquistar.

Com o seu beijo, quando direcionado, fazia subir a energia vibracional do homem, que fixava totalmente na região frontal e mantinha-se assim por um período de 7 meses.

 Eram raros os homens que tinham esse privilégio (os homens-sacerdotes). 

O beijo é um dos meios em que se fecha todo o circuito, tendo uma sincronicidade, com isto todos os meridianos potencializam o magnetismo pessoal no frontal, é uma maneira da pessoa fechar todo o campo. 

Através do beijo elas produziam uma energia gigantesca, extraordinária, que todos os homens ficavam com o seu corpo resplandecente (luzes). 

Da mesma forma que Moisés quando conversou com Deus, o seu rosto resplandecia. São divindades e elas utilizavam isso como algo muito sagrado.

Conseguiam encantar, atrair multidões. A junção da voz e da melodia; ressonavam vibrações celestiais.

Através da música, da melodia ou da variação da freqüência de voz (da entonação), conseguiam até hipnotizar as pessoas tanto homens como mulheres e animais.

 Conseguiam mexer com o campo eletromagnético de tal maneira que refletia na consciência e razão das pessoas, fazendo vibrar as células de uma maneira diferente.

Elas sublimavam tudo! Tudo delas era muito além da nossa realidade porque elas tinham uma cabeça totalmente direcionada, a humanidade deveria ser assim… tudo era de uma maneira sublime.

“A bíblia relata que Abraão, independente de Sara, tinha um relacionamento com uma outra mulher e cita o nome dela vagamente (Agar), essa mulher deu origem a uma nova nação. 

Nação que tinha um número razoável de pessoas todos os nomes, filhos, filhas e descendentes. Ali saiu uma nova geração de imortais.”

Todas as mulheres citadas na Bíblia são da linhagem das Sacerdotisas-Amazonas, propagaram a mensagem de cristo, deixaram sua marca registrada na história, depois se foram, não morreram.

Como elas tiveram relações com os homens-sacerdotes, geraram filhos com eles. Esses filhos tinham uma genética pura, mas já não era diretamente cósmica, era da Terra.

 Esses filhos se relacionaram com outras, com índias, européias, etc., desvirtuando, perdendo as características físicas e também as habilidades.

Maria Madalena foi uma sacerdotisa que dentre os apóstolos mais se desenvolveu vibratoriamente conseguindo alcançar níveis elevados de vibração. 

Despertou inveja, ciúme até entre os apóstolos. 

Seus ensinamentos fizeram com que muitos iniciantes chegassem ao grau mais elevado de evolução, até mesmo os apóstolos conseguiram desenvolver parte dos conhecimentos. 

Maria Madalena também tinha o poder vibratório da entonação de sua voz. Sua linhagem está ligada a supremação; a transmutação, transformar o corpo em luz, a matéria em luz.

Maria (mãe de Jesus) também foi uma mulher especial, com uma genética totalmente diferenciada que também não nasceu de um homem e de uma mulher da Terra. 

Ela veio para gerar um filho que também tinha uma genética e condição especial.

Joana D´Arc foi uma de suas descendentes direta, da 3a geração genética das amazonas,por isso tinha o poder das visões e da manipulação vibracional que interagia até mesmo na matéria, com efeitos físicos. 

Como já era na época medieval e ela oferecia perigo aos reis e imperadores, ela foi queimada na fogueira.

Outras mulheres também tinham a sua genética, como Cleópatra, Medusa, Ísis, Vênus (da mitologia – toda lenda tem um fundo de verdade) são mulheres que fizeram diferença. 

A última que fez essa diferença maior; foi Joana D’Arc. Possuíam faculdades diversas.

Algumas mulheres herdaram sua genética pela miscigenação. Hoje em dia as mulheres que herdaram a sua genética, são as caucasianas. 

Muitas mulheres de hoje viveram na época de Avalon, encarnaram e reencarnaram, eram sacerdotisas, Amazonas, eram deusas e semideusas.

Existem outras descendentes no Brasil. Temos muitas pessoas com estas habilidades extra-sensoriais. 

Deixaram uma herança genética ou vibratória, conforme o grau de evolução ou linhagem da pessoa, através de certas habilidades, só que o condicionamento da 3ª dimensão não deixa que essas habilidades sejam afloradas.

Perseguição:

Por estarem ameaçando a credibilidade da igreja, de imperadores e reis (iriam perder o poder), principalmente Roma; resolveram então; através da Santa Inquisição eliminar todas as pessoas com habilidades extra-sensoriais ativas; já manifestada.

Os líderes mundiais estavam atentos às pessoas que tinham controle mental e que manifestavam estas energias, estes fenômenos (sacerdotisas, magos), pois não obedeciam as regras, conseguiam passar isto para a população, e isto era uma ameaça, por isto caçavam e matavam, para que a população não tivesse acesso a este conhecimento.

Para a igreja o fogo era o único que eliminaria (segundo a crença) até a “alma” da pessoa, faziam isso para que não houvesse uma reencarnação daquela pessoa com as habilidades extra-sensoriais ativas. 

Só que de geração a geração, (encarnação e reencarnações) foi passado estas freqüências vibratórias.

As lideranças religiosas sabem muito mais do que todo mundo sobre elas. Foram eles os responsáveis pela “extinção”, a matança desenfreada das sacerdotisas e dos sacerdotes, dos paranormais que apresentavam alguns efeitos além da realidade da 3ª dimensão. 

Aqueles que foram pegos de surpresa foram queimados, esquartejados.

 Aqueles que perceberam antes conseguiram escapar, dependeu muito do grau de evolução de cada um e de se livrar de situações difíceis.
De Rosana Batarelli (maoazul@yahoo.com.br) –

Um comentário:

  1. nossa essa pagina é maravilhosa eu gostei muito quanto mas eu descubro sobre o assunto mas eu fico encantado por ele,

    ResponderExcluir